O que é o Growth Hacking?

O Growth Hacking é uma estratégia de Marketing inovadora que engloba duas áreas: o marketing e a engenharia. Ao combinar o trabalho de SEO, inboud marketing, testes A/B, conteúdo viral e alguma ousadia, o Growth Hacking pretende identificar as maneiras mais eficazes para fazer crescer um negócio.

Um Growth Hacker é um profissional que “está orientado apenas e só para o crescimento. Tudo o que é feito é (…) com o intuito de crescer exponencialmente“.

A Bemyself criou o “GROWTH HACKING SERIES” onde vais poder aprender tudo sobre este conceito e fazer com que o teu negócio, startup e ideia cresça do dia para a noite!

 

Para seres um verdadeiro Growth Hacker e optimizar a tua marca ou negócio, tens que:

  • Compreender as lacunas existentes do mercado;
  • Compreender as características de cada produto ou serviço;
  • Definir estratégias e métodos não-convencionais mas eficientes e capazes de potenciar a sua divulgação e venda ao clientes.

 

growth hacking

 

 5 Dicas de Growth Hacking para Startups:

1 – Conteúdo Viral
Precisas criar conteúdo que faça “explodir” a tua marca! Conteúdo que cause interação e que seja viral. Conteúdo que seja inovador e criativo, algo nunca visto. Pode ser desde uma imagem ou “meme” nas redes sociais, como um vídeo, ou até um post. Com o conteúdo viral, é mais provável que os utilizadores o partilhem e que assim façam “marketing” por ti.

2 – SEO (Search Engine Optimization)
Outra das formas de fazer render o teu negócio é a utilização de ferramentas de optimização de procura da Google. Esta estratégia de médio prazo passa pela revisão da engenharia das páginas dos site e pelo desenvolvimento de conteúdo que vá ao encontro do link building. Assim, entramos na corrida pelas primeiras posições e quando o utilizador fizer uma pesquisa no Google sobre determinado conteúdo, a tua startup vai aparecer.

3 – Unconventional PR
Esta estratégia prende-se com a realização de acções “out of the box” e pouco convencionais que chamem a atenção dos media para a marca.

4 – PR (Assessoria de Imprensa)
Passa pela elaboração de estratégias de comunicação e de relações públicas junto à imprensa, de forma a posicionar a startup com credibilidade e solidez junto ao seu público-alvo.

5 – Inbound Marketing
Prende-se na criação e oferta de conteúdo útil e de qualidade ao público. Estes conteúdos vão desde blogs, e-books, newsletters, infográficos, apresentações ou podcasts com interesse e relevância para quem procura mais informação sobre determinado assunto. Para além da possibilidade de promoção da marca, este tipo de marketing é online vai permitir aumentar o tráfego do website da tua empresa bem como expandir o seu público.

 

Mantém-te atento e espera pelos próximos artigos do “GROWTH HACKING SERIES”. 

Inscreve-te no nosso Youtube!